Biópsia de pele

Garota branca de perfil, com close na parte de baixo do rosto, aponta para uma pinta grande que possui na bochecha direita

O que é uma biópsia de pele?

A biópsia de pele é um procedimento cirúrgico simples a partir do qual se colhe uma amostra de tecidos ou células para posterior análise em laboratório, utilizando técnicas que preservam a lesão, a fim de detectar possíveis patologias de pele.

Quando e porque se realiza uma biópsia

A decisão de realizar uma biópsia é tomada quando, por meio do exame visual ou com equipamento de imagem, a médica percebe uma alteração significativa em determinado local. O resultado ajuda a concluir diagnósticos de doenças benignas ou malignas, como verrugas até câncer de pele.

Tipos de biópsia de pele

Confira abaixo os tipos de biópsia realizados na clínica da Dra. Ana Julia Gassen:

Por shaving ou curetagem

Nesta técnica, são raspadas as camadas superiores da pele com uma lâmina cirúrgica. O corte é feito paralelamente à pele, de forma semelhante ao ato de barbear (shaving). É ideal para lesões que se elevam acima da superfície da pele. Em geral, é utilizada no diagnóstico de vários tipos de doenças de pele e pintas quando o risco de melanoma é baixo, por não permitir uma avaliação mais profunda do tecido. Não há necessidade de pontos.

Punch

Neste caso, é removida uma amostra mais profunda, utilizando um cilindro cortante, que atravessa várias camadas da pele, incluindo a derme, epiderme e a parte superior do tecido celular subcutâneo. Por ser pequena, a ferida pode receber um ponto para ser fechada.

Incisional e excisional

São utilizadas para examinar tumores localizados nas camadas mais profundas da pele. Na biópsia incisional, é removida apenas uma porção do tumor. Na biópsia excisional, remove-se todo o tumor, por isso é utilizada preferencialmente quando há suspeita de melanoma. Nestes casos, os cortes são suturados com pontos.

A biópsia de pele é feita com anestesia?

As biópsias da pele são normalmente feitas com anestésico local, injetado na região da lesão. Em geral, o paciente sente apenas uma pequena picada e um leve ardor quando o medicamento é injetado, mas durante o procedimento não deve sentir dor.

Envio da biópsia para diagnóstico

Todas as amostras de biópsias de pele são enviadas para passar por análise de um patologista, profissional da área médica especializado no exame anatomopatológico de células, tecidos e órgãos, a fim de obter um diagnóstico correto.

O que você deseja para o seu corpo?

Na Clínica Dra. Ana Julia Gassen você encontra protocolos personalizados para as suas necessidades.

Open chat